28 setembro 2009

TÁ CHOVENDO HAMBÚRGUER



Uma coisa que esta chamando muito atenção nessa semana é o filme que esta para ser lançado no Brasil “TÁ CHOVENDO HAMBÚRGUER” , uma comedia super divertida de um garotinho que já nasce com a ciência no sangue e com o passar do tempo criava uma esquisitice atrás da outra causando divertidas confusões até sua idade adulta e como não se bastasse é mais um daqueles cientistas malucos que a maioria das coisas que criava só serve para causar confusões mas um belo dia tem a brilhante idéia de ajudar os habitantes de Chewandswallow Criando uma maquina de fazer comida para acabar coma fome só que nem se passa pela cabeça dele que essa invenção vai causar confusão não só na cidade onde mora mas no mundo todo.


O filme de animação em 3d vai ser estreado dia 02 de Outubro de 2009,dirigido por Phil Lord e Chris Miller e roteiro feito por Judi Barrett, Ron Barrett e Chris Miller.

O que me chamou a atenção é o assunto bordado “fome”, comecei pesquisar sobre assunto achei muitas coisas , que não sabia, nem passava pela minha cabeça, quero compartilha um pouco.

É algo que nos servos de Deus precisamos enfrentar e não podemos fechar os olhos,
mas é preciso, em primeiro lugar, conhecer as causas que levam à fome. Muitos acham que as conhecem, mas não percebem que, quando falam delas, se limitam, muitas vezes, a repetir o que tantos já disseram e a apontar causas que não têm nada a ver com o verdadeiro problema.

As verdadeiras causas
As causas da fome no mundo são várias, não podem ser reduzidas a uma só. Entre elas indicamos:

As monoculturas: o produto nacional bruto (pib) de vários países depende, em muitos casos, de uma cultura só, como acontecia, alguns anos atrás, com o Brasil, cujo único produto de exportação era o café. Sem produções alternativas, a economia desses países depende muito do preço do produto, que é fixado em outros lugares, e das condições climáticas para garantir uma boa colheita.

Diferentes condições de troca entre os vários países: alguns países, ex-colônias, estão precisando cada vez mais de produtos manufaturados e de alta tecnologia, que eles não produzem e cujo preço é fixado pelos países que exportam. Os preços das matérias-primas, quase sempre o único produto de exportação dos países pobres, são fixados, de novo, pelos países que importam.

Multinacionais: são organizações em condições de realizar operações de caráter global, fugindo assim ao controle dos Estados nacionais ou de organizações internacionais. Elas constituem uma rede de poder supranacional. Querem conquistar mercados, investindo capitais privados e deslocando a produção onde os custos de trabalho, energia e matéria-prima são mais baixos e os direitos dos trabalhadores, limitados. Controlam 40% do comércio mundial e até 90% do comércio mundial dos bens de primeira necessidade.

Dívida externa: conforme a Organização para a Alimentação e a Agricultura (FAO), a dívida está paralisando a possibilidade de países menos avançados de importar os alimentos dos quais precisam ou de dar à própria produção agrícola o necessário desenvolvimento. A dívida é contraída com os bancos particulares e com Institutos internacionais como o Fundo Monetário e o Banco Mundial. Para poder pagar os juros, tenta-se incrementar as exportações. Em certos países, 40% do que se arrecada com as exportações são gastos somente para pagar os juros da dívida externa. A dívida, infelizmente, continua inalterada ou aumenta.

Conflitos armados: o dinheiro necessário para providenciar alimento, água, educação, saúde e habitação de maneira suficiente para todos, durante um ano, corresponde a quanto o mundo inteiro gasta em menos de um mês na compra de armas. Além disso, os conflitos armados presentes em muitos países em desenvolvimento causam graves perdas e destruições em seu sistema produtivo primário.

Eis o que nos dizem as estatísticas:
- Há 800 milhões de pessoas desnutridas no mundo.
- 11 mil crianças morrem de fome a cada dia.
- Um terço das crianças dos países em desenvolvimento
apresentam atraso no crescimento físico e intelectual.
- 1,3 bilhão de pessoas no mundo não dispõe de água
potável.
- 40% das mulheres dos países em desenvolvimento são
anêmicas e encontram-se abaixo do peso.
- Uma pessoa a cada sete padece fome no mundo.
Quero chamar a atenção da igreja, para orar, chorar, e ajudar,
Fazendo ofertas de alimentos , para famílias que estão precisando, ofertando para ministério que entraram de frente nessa batalha.
Seria bom fazer uma maquina que resolve-se esse problema como no filme, e já fizeram essa maquina e ela se chama igreja
Fonte : vários sites

Confira outros post:

Abraçando DEUS
Comece. Apenas comece
Uma história de Pedofilia
Evangélicos não consegue anular lei que pune homofobia em SP
Projetos em andamentos
Tente Conciliar Ciência e Fé
O Tráfico